quinta-feira, 24 de janeiro de 2008


Texto VI
(1968)
Poema
de
Clemente Padín
(Uruguai)

4 comentários:

sandra camurça disse...

Muito bom, Moacy. Você já publicou outro trabalho do Clemente Padín, aqui, não foi?

Também gostei demais da Alice Ruiz e do Décio Pignatari, lá no Balaio.

Beijos.

Moacy Cirne disse...

É verdade, SANDRA, Padín - um grande poeta - já apareceu no Poema/Processo. Beijos.

Cecília Borges disse...

Muito bom, Moacy.
Beijos.

Pedrita disse...

bárbaro. beijos, pedrita