sábado, 26 de janeiro de 2008


Soneto Visual
de
Avelino de Araújo
(RN)

Igualmente republicado
in Balaio Porreta

6 comentários:

Claudia Perotti disse...

Não consigo ver os frios de arame farpado... vejo uma partitura ... pura poesia!

Beijinhossssssssss

Senhor F disse...

cara, eu adorava isso! tanto tempo que eu não via...

..::Andressa::.. disse...

Caramba... que impacto! Adorei!

Obrigada pela visita no meu blog, passe lá sempre que quiser.

Bom fim de carnaval!

Anônimo disse...

OLÁ AMIGO MOACY,
TANTO TEMPO...TANTAS LUAS...
AGRADEÇO A REPUBLICAÇÃO DO
APARTHEID E TAMBÉM AS PALAVRAS ELOGIOSAS Q/ A REVISTA BROUHAHA(É ASSIM?) PUBLICOU.
ESTOU COM MUITOS POEMAS NOVOS Q/
TE MANDAREI BREVEMENTE.
ABRAÇÃO>>>>>>>>>>AVELINO DE ARAUJO.

Priscila Lopes disse...

Genial. Muito bom mesmo. Adoro a contemporaneidade dos versos.

É um ótimo pretendente ao nosso habitual Garimpo Semanal lá do Cinco Espinhos. Já conhecem o português Nelson Aires? Usufrui das Artes Plásticas junto da poesia. Bom demais. Já publicamos lá também no Cinco Espinhos.

Apareça.

Marcelo F. Carvalho disse...

Simplesmente uma obra-prima.
Impactante.
___________________
Abraço forte!