quinta-feira, 12 de julho de 2007


Nem tudo é poema/processo,
nem tudo é arte experimental.
Mas tudo pode ser expressão
da mais pura sensibilidade,

como na foto de Rakesh Syal
(in Los Sueños del Arkangel),
que nos foi inspirada pela leitura
de uma Teia de Palavras.

4 comentários:

Casti disse...

Mestre Cirne, cores e palavras inspiram no caminhar de nosso processo... Sempre belo seu espaço.

bjão,
Casti

Regina disse...

Linda foto Moacy. O Poema Processo está muito elegante. Parabéns.
Beijão.
Regina Pauchain

Nota: obrigada por suas palavras no Lambuja, sempre me incentivando e me entusiasmando incansavelmente. Sua amiga fica muito grata.

Bruxinhachellot disse...

Nem tudo é poema, mas tudo é arte. Sim, mas a arte também é poesia.
E poder expressar nossos sentimentos e pensamentos através da arte ou da poesia é nosso maior triunfo.

Beijos perfeitos.

Sandra Leite disse...

Olá Moacy!
Bons ventos o trouxeram !
As ternuras nos aproximaram.....que bom!
Bom é teu blog!Quisera eu escrever poemas.
Elegante e íntimo:-)
retorne mais vezes e me alegre com tua presença,
beijos e linda manhã,

Sandra