terça-feira, 10 de julho de 2007


SIGNO, de DAILOR VARELA (RN)
[ in Ponto 1. Rio, dezembro de 1967 ]

Mais um título da fase inaugural do poema/processo,
entre a realidade textual e o realismo semiótico.

3 comentários:

sandra camurça disse...

Outra lua????
(risos)
Bacana!
Outro beijo.

Espartilho de Eme disse...

Muito interessante esse poema-processo. Se eu conseguir, farei um e o mandarei para a sua apreciação. Eu o admiro muito, Moacy. Um abraço, Maria Maria.

escobar disse...

OUTRO POETA / MA
outro su/ processo

HÁ BRAÇOS,