quarta-feira, 15 de outubro de 2008


Mais uma colagem do cineasta
LUIZ ROSEMBERG FILHO

um poema é um poema é um poema

5 comentários:

oscar kellner netto disse...

Caro Moacy:

é mesmo uma febre.
nela ardo....
como se a lebre
vitimasse o dardo...

Fiz no 2º blog uma versão para o Nódulos... confira lá, ok?
abraço com mil perdões pela rima, e pela palavra nesse mundo de cores e gestos e olhares suficientes.
oscar

Anônimo disse...

:)
douglas t.

oscar kellner netto disse...

Caro Amigo:

Grato pela sempre generosa acolhida. como faço para localizar o blog do douglas?
Um abraço,
Oscar

menta disse...

Olá,

gostei da tua arte.

obrigada pela visita!

até.

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Obrigado pela sua visita, dou permissao pode publicar Afro-Dite no Balaio.
Abracos
Namibiano