terça-feira, 15 de janeiro de 2008























































Processo através de um desencadeamento de fotos:
de Marina Verjovsky para Manu Muniz,
de Manu Muniz para Cleto Campos,
de Cleto Campos para Daniela Arruda,
de Daniela Arruda para Gabriella Villaça,
de Gabriella Villaça para Nicola Viviane Mays,
de Nicola Viviane Mays para Flávia Garcia,
de Flávia Garcia para Gláucia Oliveira,
de Gláucia Oliveira para Elis Galvão,
de Elis Galvão para Aristeu Araújo.





Veja em FotoProcesso a seqüência completa (por enquanto).

8 comentários:

Aristeu Araújo disse...

Caro Moacy, obrigado pela citação do Foto Processo e pelo link.

Explico aos visitantes que todas essas alterações da foto original são feitas pelos próprios internautas. Então, quem quiser colaborar é só visitar o Foto Processo, fazer o download da imagem, alterá-la como bem quiser que eu publico. Têm explicações por lá.

Moacy Cirne disse...

Portanto, caro ARISTEU, o poema/processo aqui se faz presente: Uma foto e suas versões/interferências sem fim. É isso aí. E para que a minha legenda fique mais clara, fiz um pequeno acréscimo. Abraços.

sandra camurça disse...

Moacy! Moacy! isto é arte arte arte mil vezes arte!!! Oq ue é que eu faço agora? Posso dar prosseguimento à sequência? Posso!?! beijos.

Moacy Cirne disse...

Pode, SANDRA, pode. Veja no FotoProcesso como prosseguir. Um beijo.

Sandra Leite disse...

Lindo, lindo, lindo.

A arte se reinventa sempre. E você me surpreende novamente.

Adorei...vou ao link agora

beijos

Joaquim Amândio Santos disse...

o que é o conhecimento?

visão directa do corpo e da atitude?
prolongado caminho nem que condutor à saturação encapotada?

Vivência superficial feita de fait-divers e não de curiosa partilha sem hora nem condicionalismos marcados?

Será assim tão impossível iniciar o conhecimento na distância? julgo que não e defendo tal desiderato.


EIS A MINHA HOMENAGEM AOS BLOGGERS, ESSES INCANSÁVEIS CRIADORES DE LAÇOS!

Janaina Staciarini disse...

Uau!

Regina disse...

Muito legal Moacy!

Um beijo,
Regina