sábado, 25 de agosto de 2007


Poema/Processo
de

ALVARO DE SÁ


uma das versões

do
12 x 9 (1967):

a escrita
como
linguagem
- viagem sígnica

a cor
como
escrita
- viagem gráfica

3 comentários:

sandra camurça disse...

Maravilhoso! Acho que já vi esse trabalho no Lambuja da Regina. Também lembra algo de banda desenhada, ou ainda o trabalho de Roy Lichtenstein, muito baseado em quadrinhos.

Um beijo

sandra camurça disse...

Ah, sim, aqui o que não falta é cor, hein? (risos).

Outro beijo.

Moacy disse...

É verdade, SANDRA, este poema do Alvaro foi editado pela Regina Pouchain no dia 3 de junho. Um beijo.