sexta-feira, 2 de janeiro de 2009


QUEIMANDO O FILME

Poema de
RUBENS GUILHERME PESENTI

4 comentários:

luliX pandaglia disse...

Adorei o poema, assim como, o seu blog.
Obrigada pela visita! E um Feliz Novo Olhar para esse ano de 2009!!!
Bjs,

Chris disse...

olá, vim agradecer sua visita, e estou degustando aqui, seu cantinho, e vou no outro tb, muito legal a forma de dizer em desenho o que realmente acontece

vida sem produção, sem direção e morrer no final. rs

bjs querido, volto sempre
Chris

Cosmunicando disse...

esse poeta só queima o filme de propósito =)

bom demais!

fernando disse...

quando
quer
ara

quando
não
quiri

evoé poetamanho rubens!

evoé moacy!