segunda-feira, 19 de maio de 2008



1. Tempo,
de Abílio-José Santos
(Portugal)
in
Poema Visual

2. Tempo,
em versão/leitura gráfica de
Moacy Cirne

2 comentários:

sandra camurça disse...

Moacy, você tá se saindo um ótimo
artista gráfico. Sem puxa-saquice, viu? Continue, continue...
Ah, também gostei das postagens anteriores, especialmente de Carimbos de José Claúdio e suas versões.
Beijos.

Crisfonseca disse...

Adorei este belo trabalho gráfico,belo poema gráfico.
Beijos,
Cris