quinta-feira, 24 de abril de 2008

Homenagem a
WLADEMIR DIAS PINO
,

um dos fundadores da

poesia concreta, em 1956,
e do

poema/processo, em 1967.


1. Versão/releitura cromática de Numéricos,
por Regina Pouchain;


2 e 3. Versões/releituras semióticas,
por Moacy Cirne,

a partir da versão de RP.







3 comentários:

sandra camurça disse...

Bravos!!!
;-)
Beijos.

Crisfonseca disse...

Incrivel trabalho
muito bom mesmo
Beijos,
Cris

orlando pinhº d-silva disse...

condensações
pulsações
explosões
cromático-semióticas
para wladimir (81 sóis)
nossos sentidos
agradecem à todos.
grande abraço,
orlando.