segunda-feira, 15 de outubro de 2007


Bianor Paulino
(Natal, RN)

Releitura cromático-semiótica de
Regina Pouchain
[ in Lambuja ]

3 comentários:

Sandra Leite disse...

Lindo, poeta!
clap, clap, clap

Priscila Lopes disse...

Gostei da arte. A escolha das cores, acredito, proposital. E a disposição destas? O verde nos limites e o símbolo do luto em profundidade?

Apareça no Cinco Espinhos, nosso blog de crítica literária.

http://cincoespinhos.blogspot.com

Abraços!

Ramon Scheidemantel disse...

Sensacional a eloqüência da obra!