sábado, 18 de agosto de 2007


ardidas em sua origem


abertas ao acidental



após seus âmagos e suas arranhaduras

Poesiafoto
de Regina Pouchain (RJ)

in Só Photos

Releitura semântica: MCirne


3 comentários:

Celso Ferran disse...

Achei as imagens muito bonitas e criativas. Abraços,
Celso Ferran

Anônimo disse...

Amigo Moacy,
Só você para me fazer uma surpresa assim. Achei muito lindo ver minhas fotos no Poema//Processo.
Valeu mesmo!
Beijão, Regina

sandra camurça disse...

Adorei isso!
Beijos.